segunda-feira, 14 de abril de 2008

Do you remember the time...?



Navegando de blog em blog...e caí aqui. E li esse post. E, enquanto lia, fui me lembrando de como era ser adolescente.

Nunca tive muitos sonhos...sempre fui muito realista (bem ao contrário do que dizem ser os piscianos), mas lembro que desde pequena queria ser jornalista. O problema é que eu queria ser jornalista de outros tempos...de ditadura, de 68, de revolução, de mudar o mundo...eu queria ser correspondente de guerra...queria viajar por aí. Eu queria ser jornalista pra virar noites na máquina de escrever, fumando e tomando café...estressada com o deadline, arrancando da máquina as folhas de papel e amassando-as. O jornalismo que me foi possível, não me foi atrente, e mudei de rumo. Pelo menos tenho prazer em preencher o item "profissão" nas fichas de crediário.

Quando se é adolescente a gente acha que tem tempo. E ainda assim, a gente quer que o tempo passe voando pra que tudo aconteça logo. Ah, quando eu tiver vinte anos... e num piscar de olhos temos trinta. E nada aconteceu. E o tempo, que era tanto, agora é pouco.

Mas coisas que não planejei, também aconteceram...e foram boas surpresas. A mania adolescente de só olhar pro próprio umbigo desapareceu...e comecei a olhar pro mundo e o que acontecia nele. Apesar de não ter me tornado o que sonhei pra mim, acho que o presente não me decepciona tanto. E continuo tendo alguns sonhos, sim senhor...talvez até mais possíveis de serem concretizados.

De vez em quando é bom olharmos para o passado pra vermos no que nos transformamos. É...nem tudo está perdido.

7 comentaram porque quiseram:

Bom, a gente envelhece o tanto que deixamos o espírito enterrado.

eu, por outro lado, sempre sonhei demais. imaginei demais. Hollywood, né??? uma merda... mas enfim, cá estamos. não sou metade das coisas que sonhava em ter, mas sou exatamente quem sempre quis ser. com algumas falhas, é claro!

bjsss

Isso aí...não desista de sonhos nunca, mas se fruste se não acontecerem exatamente como imaginou.
Viva, aproveite as oportunidades e seja feliz com cada pequena coisa que mudares ou conquistares.
Tem uma frase que não deve ser seguida, mas que traduz mais ou menos como a vida ocorre para a maioria: Não importa o quanto às pessoas estejam insatisfeitas com as suas vidas, elas continuam a fazer exatamente o que fazem...

Lucas não comentou porque não quis. Mas passou aqui leu o post, gostou e tudo, mas não quis comentar.

eu tb queria ser jornalista nessa época, por esses motivos, por esse romantismo. mas não posso reclamar da opção que fiz, acho que o caminho está correto como está.

também gosto do que sou hoje, mesmo sendo diferente do que imaginava na adolescência.

adorei o blog! já tá no reader, muito bom! tu descobre cada blog legal! :D

bjus

Nossa, eu sou jornalista e sonhava em ser isso desde os 15 anos. Tb queria ser jornalista de revolução, tinha o JB como referência, achava que faria megas coberturas e iria colaborar para a tal "foramção de opinião". Hj em dia, não sou nada disso, mas faço o que faço com tanto amor que simplesmente sou realizada. O que não significa q não tenha outros sonhos. Mas tb nem sou de sonhar tanto. Eu deixo ir acontecendo. Adoro olhar para trás tb, só para ter o prazer de ver como estou melhor a cada dia.
Nossa, este post mexeu comigo.
Beijos

Alexandre Gil disse...
17 de abril de 2008 23:40
 

realmente, percorrer os caminhos e mistérios da vida tem seu sabor e sua dificuldade....

pra mim, bah, foi mto dificil é muitíssimo dificil; mas nao consigo acreditar em um DEUS que permita q vivamos, vençamos uma graduação para nao exercermos. Sei, o mercado, a dificuldade, as pessoas pisando nas outras para conseguir vagas, e por fim, baixíssimos salários,... exposiçoes pessoais. Mas decisão e definição, doem muito, mas geram frutos e no decorrer da vida, vamos sendo consequências destas decisões e definições. Eu rezo e peço muito, tento nao ser mais que ninguem, mas estou na minha profissao, limitado é verdade, mas estou....
Tb tive apoio da igreja catolica em um dos seus ministérios, com este caráter universitário (um sonho de amor para o mundo), e a convido a visitar, nao q mude a vida de alguem, mas a mim, na minha miseria, ajudou muito, la vai:
http://www.universidadesrenovadas.com/

bjo e vou rezar por ti para q o Sr faça o seu sonho na sua vida!

ps: o biCHano q vc nao se manifestou, nao ficara sem teto e sim retornará para o sítio, onde poderá usar suas unhas para subir em arvores e sua perspicácia para caçar passarinhos - enfim, será feliz!
;)))